Campanha de vacinação contra gripe prorrogada até início de junho

O Ministério da Saúde prorrogou até 1.º de junho a 14.ª Campanha de Vacinação contra Gripe, que terminaria nesta sexta-feira (25). De acordo com Programa Estadual de Imunização, até a manhã desta quinta-feira (24), mais de 1 milhão de pessoas já tinham tomado a vacina, o que representa 65% do público-alvo, formado por idosos (com 60 anos ou mais), gestantes, crianças de seis meses a menos de 2 anos, indígenas e trabalhadores de unidades de saúde que fazem atendimento a casos de influenza.

A vacina está disponível em todas as unidades de saúde do Estado das 8 às 17 horas. “É fundamental que a população procure as unidades de saúde para receber a vacina o quanto antes”, destacou o secretário da Saúde, Michele Caputo Neto. A vacina, que leva cerca de 15 dias para fazer efeito, protege contra os três vírus mais circulantes no País: influenza A (H3N2) – sazonal, influenza A (H1N1) e influenza tipo B.

Dos 399 municípios, apenas 85 já atingiram a meta de vacinação de 80% do público-alvo, estipulada pelo Ministério da Saúde. Goioxim, Nova Aliança do Ivaí e Pitangueiras vacinaram 100%. “Estamos intensificando a campanha nas regionais de saúde para que os municípios vacinem todos os grupos prioritários”, afirmou o superintendente de Vigilância em Saúde, Sezifredo Paz.

Crianças

As crianças de seis meses a menos de 2 anos que não receberam a dose da vacina no ano passado deverão receber duas doses (a segunda dose 30 dias após a primeira). Já as crianças que receberam as doses na campanha passada serão imunizadas com apenas uma dose. “É essencial que os pais levem a carteira de vacinação das crianças para que as doses fiquem registradas”, destacou o superintendente.

A vacina só é contraindicada para pessoas com histórico de reação anafilática prévia ou alergia severa ao ovo de galinha e seus derivados, assim como a qualquer componente da vacina, e também para pessoas que apresentaram reações anafiláticas graves a doses anteriores.

Números

De acordo com Programa Estadual de Imunização a melhor adesão à campanha no estado é da população indígena, que alcançou 97% de cobertura, o que representa mais de 12,8 mil vacinados. Neste público, a vacinação ocorre nas aldeias onde eles vivem.

Mais de 153 mil crianças já receberam a vacina, o que representa 69% do total. Já entre os idosos, o índice de cobertura vacinal até agora foi de 65%. O percentual corresponde a 765 mil pessoas com 60 anos ou mais.

Também foram vacinados 92,7 mil trabalhadores de saúde, o que representa 66% do total. As gestantes alcançaram o percentual de 53,4% de cobertura, ou seja, 60,1 mil futuras mães procuraram uma unidade de saúde para receber a vacina.

25 maio 2012, às 00h00.
Mostrar próximo post
Carregando