Instaladas câmeras em dois terminais de ônibus da capital

Os terminais Boqueirão e Campina do Siqueira passaram a contar, a partir desta segunda-feira (16) com câmeras e centrais de monitoramento. A instalação das câmeras faz parte de um conjunto de obras de manutenção que inclui reparos nas coberturas e estruturas internas, pintura nova, construção de novos sanitários, paisagismo e sinalização, incluindo faixas amarelas, em relevo, nas proximidades de escadas e dos degraus da plataforma.
Já em obras, outros quatro terminais – Hauer, Capão Raso, Capão da Imbuia e Fazendinha – passarão a contar com câmeras de segurança em agosto. Até julho do ano que vem os 21 terminais urbanos e o Terminal Guadalupe por onde passam em torno de 1,2 milhão de pessoas, também vão passar por obras de manutenção e terão câmeras e centrais de monitoramento.
No Campina do Siqueira e no Boqueirão, onde as câmeras foram ligadas há alguns dias para um período de teste, já é possível notar a diferença e redução do vandalismo, sem pichações em túneis e áreas de acesso.
“É uma questão de segurança, importante para quem passa por aqui”, afirma dona Michelina Prat, enquanto aguarda o ônibus Montana. “Com câmera e o pessoal cuidando na central, a segurança melhora 100%” atesta Juliana Oliveira, funcionária da Pé de Moleque Doces, no Campina do Siqueira.
Pedro de Lima, gerente da loja Farmácia Nissei no Terminal Boqueirão, comemora duplamente. É que, além de passar a contar com as câmeras, a Farmácia fica em frente à central de monitoramento do terminal.  “Ficou muito bom, depois que começaram a instalar câmeras, mesmo antes de funcionar, não tivemos mais tentativas de furto”, diz ele.
Todos os terminais terão uma pequena central com um agente de monitoramento em condições de se comunicar por rádio, a qualquer momento com agentes de segurança. Em caso de qualquer irregularidade, estes agentes acionam seguranças que podem entrar em ação imediatamente. O objetivo é ampliar a segurança de passageiros, motoristas, cobradores, comerciantes e funcionários, coibindo também atos de vandalismo.
No Campina do Siqueira, onde passam 50 mil pessoas por dia, são oito câmeras – duas delas giratórias, com alcance de 360 graus. No Boqueirão, onde o movimento é de 80 mil pessoas por dia, são dez câmeras, duas delas giratórias.
Cada terminal terá uma central de monitoramento e quatro deles – Santa Cândida, Pinheirinho, Boqueirão e Guadalupe – terão centrais maiores, que receberão também imagens de outros terminais. A central do Boqueirão, por exemplo, vai receber imagens também dos terminais Carmo, Hauer e Sítio Cercado.
Futuramente, estas imagens serão acompanhadas também no Centro de Controle Operacional da Urbs onde além de agentes e operadores de trânsito e transporte, também vão atuar guardas municipais.
Mais segurança – Além do vídeo-monitoramento nos terminais de ônibus, Curitiba conta atualmente com outras 125 câmeras em operação, sendo 49 na área central da cidade. Até o fim do mês, a cidade terá mais 30 equipamentos em ação. A meta é que na Copa do Mundo da FIFA 2014, Curitiba tenha 450 câmeras de segurança instaladas.
16 jul 2012, às 00h00.
Mostrar próximo post
Carregando