Paraná deve produzir metade da safra de milho do País

As condições favoráveis do clima estão beneficiando o desenvolvimento das culturas de inverno e da segunda safra de milho no Paraná. Nova avaliação de área e expectativa de produção aponta que o Estado se prepara para colher cerca de 10,2 milhões de toneladas de milho da segunda safra este ano, a maior da história nesse período do ano e 60% superior à safra anterior.

Entre as duas safras do ano serão produzidas 16,7 milhões de toneladas de milho, o que indica que de todo o volume de grão que será colhido na safra 2011/12 no País, cerca de 46% sairão do Paraná. O Brasil deverá produzir em torno de 36 milhões de toneladas de milho em 2012.

A informação consta no levantamento do Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento, divulgado na sexta-feira (25). Com a reavaliação das culturas em campo, realizadas neste mês de maio, a expectativa de produção de grãos da safra 11/12, considerando as safras de verão e de inverno, vai a 31,4 milhões de toneladas, acima da expectativa do mês anterior que previa uma produção de 31,2 milhões de toneladas.

Para o diretor do Deral, Francisco Carlos Simioni, se o produtor perdeu com a soja precoce, que foi seriamente prejudicada pela estiagem que aconteceu entre o final de 2011 e início de 2012, agora está conseguindo compensar com o desempenho do milho safrinha, que apresenta condições mais favoráveis de desenvolvimento.

Na reavaliação, a área plantada com milho safrinha avançou de 1,98 milhão de hectares estimada no mês passado para 2,02 milhões de hectares. O clima está ajudando e a expectativa é de aumento na produtividade, que poderá surpreender se não houver problemas de clima durante os próximos 20 dias. Daqui para a frente, até a colheita que deve se intensificar em julho, o período é considerado suscetível para a cultura por causa da possibilidade de ocorrência de geadas, explicou Simioni.

28 maio 2012, às 00h00.
Mostrar próximo post
Carregando