Região central de Curitiba terá cinturão de proteção policial

O centro de Curitiba terá policiamento reforçado nos próximos meses, como parte do projeto que prevê a reestruturação da segurança pública na cidade. Será um cinturão de proteção policial que passará por diversos pontos da região central, como praças e terminais. Entre eles, Praça do Expedicionário, Praça 29 de Dezembro, Ruínas do São Francisco, Rua Dr. Muricy, Alameda Cabral, Rua XV de Novembro, Praça Santos Andrade, Praça Osório, até os terminais Guadalupe e Rui Barbosa, além da Praça da Ucrânia, Praça da Espanha e Praça do Japão.

O projeto de revitalização da área foi apresentado pelo secretário estadual da Segurança Pública, Reinaldo de Almeida Cesar, durante reunião no Conselho de Segurança (Conseg) do bairro Batel, nesta quarta-feira (29).

Almeida Cesar frisou a importância da integração das polícias no combate à criminalidade. “Haverá trabalho conjunto de policiais militares, civis e guardas municipais, para atender uma região muito frequentada por moradores e turistas”, disse. Ele lembrou que as forças policiais serão reforçadas pelos novos policiais militares contratados pelo governo estadual e que passam por formação.

O planejamento de ações para melhorar a segurança na capital inclui também a implantação de 75 módulos móveis na cidade (um para cada bairro), que deve começar nos próximos meses, e a consolidação das Unidades Paraná Seguro (UPS). Atualmente são sete unidades de policiamento comunitário na capital, espalhadas pelos bairros do Uberaba, Parolin, Cidade Industrial de Curitiba e Sítio Cercado. Até o fim do ano, Curitiba terá mais três UPS.

Equipamentos – O Conseg Batel entregou nesta quarta-feira computadores a policiais militares do 12º Batalhão da PM, que divide as instalações com o conselho. A iniciativa é parte do Movimento Pró-Curitiba de Segurança, lançado no mês de julho. Os equipamentos vão ampliar a infraestrutura e a qualidade de atendimento à população.

De acordo com o presidente do Conseg Batel, Acef Said, em novembro será lançado um novo projeto que vai colaborar na formação e na capacitação dos policiais militares e dos guardas municipais de Curitiba. A partir de janeiro de 2013 serão selecionados em cada corporação 20 profissionais para iniciar um curso de inglês gratuito, com duração de dois anos.

“Há 15 anos o Conseg do Batel contribui para a melhoria da segurança pública. O nosso objetivo é dar apoio à polícia, com toda a confiança que a corporação merece. Chegou a hora de nós valorizarmos os policiais, investindo na sua formação profissional”, diz Said.

O presidente do Conseg Batel destacou que Almeida Cesar é o primeiro secretário da Segurança Pública que visita o conselho. “Estamos honrados com sua visita e satisfeitos com o trabalho que vem sendo realizado pelo governo na área de segurança”, disse.

O secretário agradeceu o apoio que o Conseg presta para a segurança pública. “Eu sempre digo que na segurança pública nós não fazemos nada sozinhos. É com o apoio da população e pela capacidade de cooperação que o cenário irá mudar”, afirmou.