O Paraná ficou de fora da primeira remessa de distribuição da vacina contra a dengue. Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, o Ministério da Saúde não confirmou uma data para vacinar os paranaenses. Em reunião virtual nesta sexta-feira (9), o órgão federal informou que a estimativa é de que as doses cheguem ao Paraná em meados de agosto, mas a data ainda não foi oficializada.

“A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) reforça que o Paraná está preparado para iniciar a vacinação, tão logo os imunizantes sejam disponibilizados pelo Ministério da Saúde. A pasta ressalta, ainda, que a principal ferramenta de enfrentamento da doença, neste momento, é a eliminação dos criadouros do mosquito Aedes aegypti”, informou a Sesa em nota enviada ao portal RIC.

Nesta sexta-feira, o Ministério da Saúde afirmou que o lote inicial da vacina é composto por 712 mil doses, que serão enviadas para 315 municípios, dos seguintes estados: Distrito Federal, Goiás, Bahia, Acre, Paraíba, Rio Grande do Norte, Mato Grosso do Sul, Amazonas, São Paulo e Maranhão. O Distrito Federal e o estado de Goiás já receberam as primeiras remessas nesta quinta (8). Os demais irão receber ao longo dos próximos dias.

Situação da dengue no Paraná

O último boletim da dengue divulgado pela Sesa, na terça-feira (6), mostrou um aumento de 915,4% no número de casos confirmados da doença com relação ao mesmo período do ano passado.

Os dados apresentados pelo quadro comparativo dizem respeito à Semana Epidemiológica 31 a 05. Ao todo, foram 93.637 casos notificados em 2023/2024. No levantamento anterior, de 2022/2023, o número de notificações foi de 41.624.

A cidade em situação mais crítica é Apucarana, Norte do Paraná. O último boletim mostrou que o município registrou 5.023 novos casos de dengue e duas mortes pela doença.

Vacina particular contra a dengue

Para quem deseja se vacinar e não quer esperar pela distribuição pelo Sistema Único de Saúde (SUS), há vacinas disponíveis pela rede particular.

A vacina para a dengue varia de preço de lugar para lugar, mas o valor pode ser a partir de R$ 364 a até R$ 490 em relação à Qdenga. É importante lembrar que a aplicação da vacina ocorre em duas doses, o que duplica o preço, podendo atingir R$ 980.

Quer receber notícias no seu celular? Entre no canal do Whats do RIC.COM.BR. Clique aqui.

9 fev 2024, às 12h56. Atualizado às 13h14.

No Ar

Mostrar próximo post
Carregando