Prefeito abre sindicância para investigar demora nos atendimentos em UPAs

por Redação RIC.com.br
com informações do Cícero Bittencourt, da RICtv
Publicado em 3 jan 2022, às 22h45.

O prefeito Leonaldo Paranhos, de Cascavel, no oeste do Paraná, abriu uma sindicância nesta segunda-feira (3) para investigar a demora nos atendimentos das Unidades de Pronto Atendimento (UPA) na cidade. 

O pedido de apuração da situação aconteceu depois que o próprio prefeito visitou a unidade Tancredo Neves e encontrou uma idosa de 68 anos com o fêmur fraturado estava há nove dias esperando transferência a um hospital. 

De acordo com a paciente, ela quebrou o fêmur há alguns dias após cair na rua. Ela foi levada às pressas para a UPA pela família, onde precisaria passar por uma cirurgia. 

“Ela tá meio nervosa, fica sem dormir. E de ficar deitada em uma posição só, já saíram algumas feridas nela. Então, é bem difícil essa situação”,

conta a filha da paciente, Sirley de Almeida Proença.

Apenas depois de nove dias internada, a paciente foi transferida para o Hospital Universitário de Cascavel. Mas, a cirurgia ainda não foi marcada

“Eu solicitei ao nosso gerente, o João Gabriel, para que abra um procedimento de explicação para ver o que aconteceu. Porque, precisamente, as reclamações e a denúncia eram sobre a questão da ortopedia. Nós, informalmente, recebemos uma informação que uma médica teve um problema, uma lesão, e não pode trabalhar. Mas, o Consamu tem que, necessariamente, cobrir esse profissional”,

explica o prefeito.
Registrou um flagrante? Mande pro WhatsApp do RIC Mais clicando aqui e faça o portal com a gente!

Mostrar próximo post
Carregando