Mulher é morta por engano em Paranaguá; alvo seria amiga da vítima

A família da mulher morta por engano acredita que o caso possa ter sido uma emboscada criada pela amiga da vítima

por Mariana Gomes
com informações de William Bittar e revisão de Guilherme Fortunato
Publicado em 10 jun 2024, às 20h25.

Uma mulher de 22 anos foi morta por engano com quatro tiros em Paranaguá, no Litoral do Paraná, nesta segunda-feira (10). Segundo o Cidade Alerta Curitiba, a vítima foi identificada como Débora Rodrigues Cordeiro.

Mulher é morta por engano em Paranaguá; alvo seria amiga da vítima
De acordo com investigações, o alvo do crime não era Débora. (Foto: RICtv)

A princípio, a polícia acredita que o alvo do atirador era a mulher que estava na companhia de Débora. Dez tiros foram disparados em direção à vítima, mas quatro a acertaram. Logo após o crime, a polícia foi informada que o suspeito estava em uma moto.

De acordo com o boletim de ocorrência, testemunhas relataram que o atirador era conhecido na região. Além disso, o suspeito teria, supostamente, cometido o crime a mando de outro homem. 

Débora deixou para trás uma filha de quatro anos de idade. De acordo com o irmão da vítima, que optou por não se identificar, não havia motivos para sua irmã ser assassinada. “Ela era uma guria tranquila, trabalhadora,” relatou. 

Por fim, a polícia confirmou que Débora não era o foco do crime, mas sim, a mulher que caminhava com ela. Esta, seria companheira de um traficante conhecido na região. A família da mulher morta por engano acredita que a jovem possa ter sido colocada em perigo pela própria amiga. “Pode ter sido uma emboscada”, disse o irmão ao Cidade Alerta Curitiba.

Quer receber notícias no seu celular? Então entre no canal do Whats do RIC.COM.BR. Clique aqui.

Mostrar próximo post
Carregando