Familiares e amigos de Claudia Ferraz, que morreu após ter sido esfaqueada no pescoço pelo companheiro, estiveram reunidos na manhã desta sexta-feira (9) para prestar as últimas homenagens à empresária. O velório foi realizado em um cemitério da Zona Oeste de Londrina, no Paraná.

Claudia era dona de um salão de beleza, especializado em produções de noivas. Segundo o Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar (PM), o suspeito do crime, Arthur Rockenbach, também teria tentado atear fogo na casa onde moravam. A mulher deixou três filhos de outro relacionamento, sendo duas crianças. 

Pelas redes sociais, o casal aparentava estar bem e postaram fotos juntos na noite anterior ao crime. Eles estavam noivos, mas amigos revelaram que Arthur era muito ciumento.

Quer receber notícias no seu celular? Entre no canal do Whats do RIC.COM.BR. Clique aqui

9 fev 2024, às 12h31.
Mostrar próximo post
Carregando