Fachada da Americanas cai e atinge pedestre no Oeste do Paraná

Publicado em 6 fev 2023, às 12h58. Atualizado às 22h34.

Uma mulher ficou ferida após parte da fachada da loja Americanas cair, na manhã desta segunda-feira (6), em Cascavel, no Oeste do Paraná.

A pedestre de 44 anos caminhava pelo calçadão da Avenida Brasil, no Centro da cidade, quando a fachada cedeu. Rapidamente os funcionários removeram o material de cerca de cinco metros, e acionaram os socorristas do Siate.

Os militares prestaram os primeiros socorros e encaminharam a mulher para casa hospitalar. Ela sofreu suspeita de fratura em um dos braços. A loja permanece sem fachada.

Por meio de nota a empresa se posicionou sobre o ocorrido. “A Americanas informa que, apesar do susto, a cliente não sofreu nenhuma fratura e passa bem. A companhia acionou imediatamente o serviço de emergência médica (SAMU) para prestar os primeiros socorros à cliente, que foi acompanhada ao hospital por um dos funcionários da loja. A Americanas lamenta o ocorrido e informa ainda que acionou o time de engenharia para averiguar as causas do acidente”.

Em queda

Além da queda da fachada da loja no Oeste do Estado, a empresa também sofre com a queda de suas ações na Bolsa de Valores. A crise foi parar na justiça com os bancos credores cobrando as dívidas não pagas. A companhia pagava fornecedores por meio de uma triangulação com os bancos, mas os pagamentos não foram devidamente dimensionados e realizados, gerando o rombo.

Na última semana, a Americanas decidiu afastar seis executivos e diretores da área financeira e contábil da companhia e de suas controladas para evitar que eles “contaminem” as investigações sobre o rombo bilionário que levou a varejista a pedir recuperação judicial.

Agora, de acordo com o comunicado, a Americanas terá uma nova estrutura com o afastamento dos diretores. A empresa apontará novas lideranças, internas e externas. Para o gerenciamento da recuperação judicial, a varejista contratou a Alvarez&Marsal; a consultoria da Deloitte Touche Tohmatsu fará a assessoria contábil. Outras mudanças não estão descartadas para garantir a operação da companhia. João Guerra, vindo do RH da Americanas, segue como CEO até nova eleição em 2024.

Mostrar próximo post
Carregando