Motorista reclama do troco e agride funcionário do pedágio na BR-373

Atendente da concessionária afirma que desentendimento começou depois que homem questionou o valor do troco recebido

Publicado em 5 jun 2024, às 12h32.

Um motorista é acusado de agredir um funcionário de uma praça de pedágio na BR-373, em Imbituva, na Região Centro-Sul do Paraná. De acordo com o funcionário da concessionária Via Araucária, o homem iniciou a briga após questionar o valor do troco recebido.

Motorista reclama de troco e agride funcionário de praça de pedágio na BR-373, em Imbituva
Funcionário da concessionária afirma que agressão ocorreu após desentendimento sobre valor do troco (Foto: Via Araucária/Divulgação)

De acordo com o portal aRede, a confusão ocorreu por volta das 22h40 de terça-feira (4). Depois de pagar a tarifa do pedágio com uma nota de R$ 100,00, o motorista alegou não ter recebido o troco correto. Porém, o funcionário da concessionária afirmou ter devolvido o valor certo. Desse modo, o desentendimento escalou para uma discussão. Logo após, o motorista teria agredido o atendente.

Depois da suposta agressão, a Polícia Militar foi até o local e encaminhou os dois envolvidos para assinarem um termo circunstanciado. Agora, a Polícia Civil investiga o caso de possível lesão corporal.

Concessionária confirma desentendimento sobre valor do troco

A Via Araucária, concessionária que administra esse trecho da rodovia, confirma a situação envolvendo um de seus funcionários e afirma que seguirá acompanhando o caso.

“A Via Araucária informa que, na noite de ontem (4), houve um incidente envolvendo a devolução de troco a um usuário na praça de pedágio em Imbituva. Após um desacordo sobre a devolução de troco, o funcionário orientou o usuário a entrar em contato com a Ouvidoria da concessionária. No entanto, o usuário reagiu de forma que resultou em uma alegação de lesão corporal por parte do colaborador. A concessionária afirma ter tomado as medidas legais cabíveis e esclarece que o funcionário foi encaminhado ao hospital para avaliação médica devido a um quadro de aumento de pressão”, afirma a nota da concessionária.

A Via Araucária confirma ter registro em vídeo de toda a discussão e possível agressão. Essas imagens serão entregues à polícia, que investiga o caso.

Mostrar próximo post
Carregando