MP denuncia autora de ataque com soda cáustica por tentativa de homicídio

Ministério Público aponta quatro qualificadoras para a tentativa de homicídio: uso de recurso que dificultou a defesa da vítima, motivo fútil, emprego de meio cruel e feminicídio

Publicado em 7 jun 2024, às 10h47.

O Ministério Público do Paraná (MPPR) denunciou na quinta-feira (6) a autora do ataque com soda cáustica contra Isabelly Ferreira por tentativa de homicídio qualificada. Assim, Debora Custodio, de 23 anos, passa à condição de acusada pelo crime, que tem quatro agravantes apontados pelo MP.

MP denunciou Debora Custodio por tentativa de homicídio quadruplamente qualificada (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Além da denúncia criminal, o Ministério Público pede que a acusada indenize a vítima. Por isso, a promotoria requer a fixação de quantia para reparação dos danos materiais, morais e estéticos sofridos por Isabelly. A vítima permanece internada na ala dos queimados do Hospital Universitário de Londrina.

Ministério Público aponta quatro qualificadoras para a tentativa de homicídio

A denúncia do MP aponta quatro qualificadoras para o crime de tentativa de homicídio: uso de recurso que dificultou a defesa da vítima, motivo fútil (ciúmes), emprego de meio cruel e feminicídio (crime praticado conta mulher por razões da condição do sexo feminino).

Debora está presa preventivamente na Cadeia Pública de Santo Antônio da Platina. Detida no dia seguinte ao crime, ela confessou ter cometido o ataque.

Se a Justiça acatar a denúncia, a jovem será julgada pelo Tribunal do Júri. No entanto, sua defesa alega que ela cometeu apenas o crime de lesão corporal grave. Os advogados defendem a requalificação da infração penal pela qual a jovem será julgada.

Ataque com soda cáustica aconteceu em plena luz do dia

A jovem Isabelly Ferreira, de 23 anos, caminhava pela calçada quando foi atacada com soda cáustica. Ela voltava de um treino na academia, por volta das 13h20, no dia 22 de maio, em Jacarezinho.

Jovem atacada por soda cáustica segue internada (Foto: Reprodução/ Isabelly Ferreira/ Facebook)

Após ser atingida pelo líquido corrosivo, ela correu em busca de ajuda e alguns homens que estavam na região prestaram os primeiros socorros. Gravemente ferida no rosto e por ter ingerido parte da soda cáustica, a jovem precisou ser transferida para a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital Universitário de Londrina.

Após passar alguns dias intubada e em coma, Isabelly apresentou melhoras, recobrou a consciência e teve alta da UTI. Agora ela segue se recuperando em um quarto da ala especializada em queimados do hospital.

Veja o momento em que Isabelly Ferreira pede ajuda após ser atacada com soda cáustica:

Quer receber notícias no seu celular? Então entre no canal do Whats do RIC.COM.BR. Clique aqui.

Mostrar próximo post
Carregando