Turista português é preso por "parecer gay"

Publicado em 21 jul 2023, às 20h57.

Miguel Álvaro estava de férias em Istambul, na Turquia, no fim de junho. Um dia, foi almoçar com um amigo na cidade e, ao parar para pedir informação para as autoridades, foi cercado por oito policiais e detido por 20 dias.

A motivação da prisão de Álvaro foi que, para os policiais, ele parecia ser gay. O homossexualismo não é ilegal na Turquia, mas a hostilidade é intensa. No mesmo dia em que o turista foi preso, uma grande manifestação pelos direitos da comunidade LGBTQIA+ não autorizada estava acontecendo na cidade.

No dia 25 de junho, a polícia de Istambul prendeu ao menos 149 pessoas envolvidas nas manifestações. E Alvaro foi confundido por um manifestante por conta de sua aparência.

Mostrar próximo post
Carregando