A exportação de soja do Brasil de abril de 2024 foi estimada em 10,6 milhões de toneladas, nesta quarta-feira (3). Segundo a Associação Nacional dos Exportadores de Cereais (Anec), esse número marca uma queda de 24% na comparação com abril de 2023.

Abril costuma registrar alguns dos maiores volumes mensais de exportação do ano no Brasil. Segundo analistas, o país já colheu mais de dois terços da safra anual

Contudo, a Anec revelou em uma nota à Reuters a razão da possível queda nos embarques de abril. “Relativamente ao mercado, os menores níveis de exportação que fatalmente ocorrerão este ano devem-se principalmente à quebra de safra”, explicou. Em comparação com março, a redução nas exportações em abril é projetada em 2,9 milhões de toneladas.

O que especialistas dizem sobre a exportação de soja do Brasil

De acordo com o analista da Safras & Mercado, Luiz Fernando Roque, os relatórios da Anec levam em conta programações de navios. Com isso, há a possibilidade de novos agendamentos de embarques nas próximas semanas. Isso elevaria o total exportado do mês. “Eu acho que o número de abril pode se aproximar de 14 milhões de toneladas”, afirmou.

Por fim, mesmo com a safra menor do que de 2023, Roque acredita que não há “nada sério, nada ligado a questões importantes de oferta e demanda” que possam ter influenciado os embarques esperados.  O Brasil já havia tido embarques reduzidos em março na comparação com o mesmo mês do ano passado, para 13,56 milhões de toneladas. Contudo, a programação de navios havia apontado, em algum momento semanas atrás, exportações superiores.

Quer receber notícias no seu celular? Entre no canal do Whats do RIC.COM.BR. Clique aqui.

3 abr 2024, às 19h44.

No Ar

Mostrar próximo post
Carregando