Um separador de resíduos foi apresentado durante o Show Rural Coopavel, que terminou nesta sexta-feira (9), em Cascavel. O equipamento promete transformar os dejetos animais em adubo de alta qualidade, resultando em economia na compra de fertilizantes, além de redução do impacto ambiental.

A tecnologia trabalha por meio de operações de reaproveitamento. Os separadores de dejetos têm a função de separar os resíduos sólidos e líquidos provenientes da produção agrícola, conforme explica Rodrigo Parada, Co-CEO da Bauer do Brasil.

De acordo com Parada, a separação dos resíduos ainda resulta em redução de volume, nutrientes mais concentrados, prevenção da solidificação de resíduos e facilidade no transporte e irrigação. O líquido resultante pode ser utilizado como fertirrigação. Além disso, a diminuição do odor é um bônus, tornando o ambiente mais amigável.

A questão dos dejetos de animais é um problema para estados produtores de aves e suínos, como o Paraná que é líder na avicultura e segundo lugar na suinocultura. A preocupação é desenvolver técnicas agrícolas e soluções que são viáveis economicamente e eficientes para lidar com os resíduos animais.

A Embrapa destaca que os resíduos da avicultura de corte incluem a cama de aviário e carcaças de animais mortos, compostas por excretas das aves, material absorvente (como maravalha, serragem, sabugo de milho triturado, capins e restos de culturas), penas e restos de alimento.

A poluição olfativa também é uma preocupação devido à evaporação de compostos prejudiciais, como amônia e metano, causando danos às vias respiratórias, chuva ácida e contribuindo para o aquecimento global.

9 fev 2024, às 19h11.
Mostrar próximo post
Carregando