Canal de Estimação

por Pauline Machado
Jornalista e Acadêmica de Medicina Veterinária

A grande maioria das companhias aéreas autoriza a presença de animais na cabine, contanto que sejam de pequeno porte e tenham mais de quatro meses de idade e para garantir a segurança, cães e gatos devem ser acomodados em kennels adequados, posicionados sob o banco à frente do dono.


Embora os requisitos de documentação sejam semelhantes entre as companhias, há variações nas exigências de peso e tamanho do recipiente. Normalmente, é permitido levar apenas um animal por passageiro na cabine.


Em cada voo, até três animais domésticos (cães e gatos) podem ser aceitos, desde que tenham mais de quatro meses e estejam devidamente acomodados em kennels seguros e o peso total permitido varia conforme as políticas da companhia aérea.


Diante desse cenário, muitos mitos e verdades circulam sobre o transporte aéreo dos animais de estimação. A PETFriendly Turismo, empresa que planeja e organiza viagens por todo o mundo priorizando o conforto do animal, listou 5 questionamentos sobre o tema.


1. Certas raças são proibidas de viajar no porão?

Mito: Raças como Pug, Bulldog, Shih-tzu, entre outras de focinho curto, são consideradas braquicefálicas e têm suas viagens no porão um tanto complicadas. No entanto, algumas companhias aéreas oferecem o transporte por meio de modelos de carga viva, garantindo a segurança e o conforto dos animais.


2.Animais de grande porte podem viajar na cabine?

Verdade: Certas companhias aéreas permitem a presença de animais de grande porte na cabine, especialmente aqueles classificados como animais de assistência emocional ou de serviço, como cães guias. Essa permissão está sujeita a condições específicas, como o suporte emocional, que é restrito a apenas uma companhia aérea, com um limite de peso de até 12 kg. Além disso, é necessário que o tutor do animal possua visto americano, mexicano ou cidadania europeia. No entanto, quando se trata de animais de grande porte, apenas cães guias, destinados a auxiliar pessoas com deficiência visual, e cães de serviço psiquiátrico são permitidos.



3.Animais idosos não podem viajar?

Mito: Animais idosos podem desfrutar de viagens, mas é crucial garantir sua saúde e bem-estar antes de embarcar. É fundamental submeter o animal a um check-up veterinário completo para garantir que ele esteja em condições adequadas para viajar. Após a avaliação do veterinário e a liberação de que tudo está em ordem, o animal pode seguir viagem com segurança e conforto


4.É difícil levar cachorros e gatos para o exterior?

Verdade: Certos países têm exigências sanitárias mais acessíveis, mas viajar com seu peludo não se resume apenas a isso. Existem diversas considerações a serem feitas além das questões sanitárias.


5.Fêmeas grávidas podem viajar?

Mito: O embarque de animais gestantes não é permitido devido ao alto estresse que a viagem pode causar, colocando em risco a saúde da mãe e dos filhotes.

2 abr 2024, às 00h03. Atualizado às 15h17.

No Ar

Próximos programas

  • 22h20 RIC Notícias Noite
Mostrar próximo post
Carregando