Martha de 'Bebê Rena' processa Netflix em R$ 900 milhões por difamação

De acordo com Fiona Harvey, a suposta Martha de "Bebê Rena", o processo contra a Netflix se dá por difamação

por Mariana Gomes
com supervisão de Guilherme Becker
Publicado em 6 jun 2024, às 22h11.

Fiona Harvey, mulher que afirma ser a inspiração por trás do personagem Martha de “Bebê Rena”, está processando a Netflix por difamação. De acordo com o portal Variety, ela está pedindo ao menos US$ 170 milhões, o que converte para aproximadamente R$ 900 milhões.

Martha de 'Bebê Rena' processa Netflix por US$ 170 milhões
Fiona Harvey alega ser a Martha da vida real (Foto: Reprodução/Netflix/YouTube/Piers Morgan)

No processo foi encaminhado nesta quinta-feira (6), Fiona alega que, por meio da série “Bebê Rena”, a Netflix espalhou “mentiras brutais” sobre ela. Na série, a personagem Martha, interpretada por Jessica Gunning, persegue o protagonista, Donny Dunn, interpretado por Richard Gadd. 

Além de ator principal, Richard também é criador da série e afirma que a história é real, baseada em sua própria vida. Por isso, fãs do programa foram rápidos em procurar pela vida do comediante para encontrar a “Martha da vida real”, que seria Fiona.

No documento, Fiona critica Netflix por tratar “Bebê Rena” como uma história real, como afirma no primeiro episódio, pois isso teria levado fãs a procurar a “Martha da vida real”. “Essa é uma mentira contada pela Netflix e o criador da série, Richard Gadd, por ganância e luxúria por fama”, diz no processo. “É uma mentira criada para atrair mais fãs, ter mais atenção, fazer mais dinheiro, e destruir cruelmente a vida da requerente, Fiona Harvey”. 

Quer receber notícias no seu celular? Então entre no canal do Whats do RIC.COM.BR. Clique aqui

Mostrar próximo post
Carregando