Avaliadas propostas técnicas para concessão da pedreira Paulo Leminski

A licitação para concessão da Pedreira Paulo Leminski, Ópera de Arame e Parque Náutico do Iguaçu teve nesta segunda (18) a avaliação de propostas técnicas para renovação e realização de eventos nos três espaços. A empresa DC Set Eventos Ltda recebeu nota 90,2. A empresa Parmaxx Ltda obteve nota 41,4.

O resultado das propostas técnicas é o primeiro, de uma série de três, previsto no edital de concessão das três áreas e foi divulgado na manhã desta segunda-feira pela comissão de licitação da Secretaria Municipal da Administração Pública (SMAD).  Nas notas das propostas técnicas foram considerados, entre outros itens, a segurança dos usuários, adequação à paisagem urbana, funcionalidade, durabilidade e qualidade dos materiais aplicados na renovação das estruturas, currículo das empresas que comprove a capacidade técnica na realização de eventos, plano de gestão e operação do espaço.

Com a divulgação do resultado das propostas técnicas fica aberto o prazo de cinco dias corridos para a apresentação de recursos.  Vencido este prazo, o processo será encaminhado para a abertura da proposta econômica, o que deverá ocorrer no final deste mês. A última etapa do processo de concessão será o da qualificação da empresa vencedora. O resultado terá por base os resultados combinados das propostas técnica e econômica.

Investimentos

Na proposta técnica estão previstos investimentos de R$ 15 milhões na recuperação dos três espaços, por parte das empresas, e a comprovação de que as concorrentes estão aptas e têm capacidade técnica para a realização de eventos nesses locais.

“O investimento previsto na reforma da Ópera de Arame e adequações na Pedreira, como também no Parque Náutico, é de R$ 15 milhões. Tudo isso a custo zero para o município e ainda com contrapartida financeira prevista em contrato”, afirma a secretária municipal da Administração, Dinorah Nogara.

Conforme previsto no edital, o investidor terá que revitalizar os espaços com o direito do uso dos mesmos para a realização de eventos de diferentes portes, tendo o município a prerrogativa de fazer eventos públicos nesses locais sem qualquer custo.

19 jun 2012, às 00h00.
Mostrar próximo post
Carregando