Lançamento do Selo Literário “Tulipas Negras” na “Quadra Cultural”

Alguns podem até torcer o nariz para a forma narrativa chamada conto. Porém, nesse último sábado (25) alguns autores, que discordam desta opinião, lançaram suas obras: Márcio Renato dos Santos, com 934; Renan Machado, com Helena; Cristiano Castilho, com Compressa e Fábio Campana com o conto Pantera.

Os contos foram distribuídos através do novo selo “Tulipas Negras”, um projeto experimental, idealizado pelo escritor curitibano Márcio Renato dos Santos. O escritor se baseou em um lema: “Conto não vende? Ótimo. Só publicamos contos.”.

Os contos foram impressos em forma de folder, no formato 7,5×21, dando um ar de panfletagem política. Estava programada a distribuição total de 4000 exemplares, sem custo, no estande do “Tulipas Negras” durante toda a Quadra. Ela durou das 11h00 às 22h00, mas quando era 20h00 já não havia mais nenhum exemplar na banca. Sendo assim, pode-se afirmar que os autores estavam corretos em suas apostas.

Por causa da boa aceitação podemos esperar que venham mais contos. Eles podem vir em formato de folder ou de encadernação lombada, o importante mesmo é que as criações literárias aumentem no Paraná assim como os novos leitores.

26 fev 2012, às 00h00.
Mostrar próximo post
Carregando