Ginecologista suspeito de abusar de pacientes durante consultas vira réu no PR

Publicado em 6 abr 2024, às 08h47. Atualizado às 08h48.

O médico ginecologista Hilton Cardin, acusado de abusar sexualmente de pacientes durante consultas, se tornou réu do processo. A denúncia feita pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR) foi aceita pela Justiça nesta semana.

As investigações contra o ginecologista começaram em agosto de 2023 e, em fevereiro, foram cumpridos mandados de busca e apreensão em endereços relacionados ao investigado, em Maringá. No dia 11 de março, o médico foi preso preventivamente.

De acordo com a delegada Paloma Batista, as primeiras denúncias são de 1998 e a última, de 2023. A maioria das vítimas seriam pacientes, mas entre elas há uma ex-funcionária. Até março deste ano, 43 mulheres procuraram a delegacia para denúncias.

O portal RIC deixa o espaço aberto para a defesa do ginecologista se manifestar.

Quer receber notícias no seu celular? Então entre no canal do Whats do RIC.COM.BR. Clique aqui

Mostrar próximo post
Carregando