Homem é condenado por causar aborto ao aplicar choques elétricos em mulher no PR

O crime aconteceu em 21 de dezembro de 2018

Publicado em 17 maio 2024, às 16h38. Atualizado às 16h39.

Um homem foi condenado a 13 anos de prisão por agredir a própria companheira com choques elétricos, socos e chutes na barriga da vítima, o que provocou o aborto na gestação de 24 semanas da mulher.

O crime aconteceu em 21 de dezembro de 2018 e o réu foi condenado pelo Tribunal do Júri de Cantagalo, no centro-sul do Paraná.

Homem é condenado por causar aborto aplicando choques elétricos em mulher no PR
O crime aconteceu em 21 de dezembro de 2018 (Foto: Ilustração/Pixabay)

De acordo com o Ministério Público do Paraná (MPPR), o homem se apresentava como uma pessoa extremamente agressiva e violenta no meio familiar, mantendo uma relação abusiva com a vítima, com comportamento machista e traços de possessividade.

O réu poderá responder em liberdade, já que não estava preso por este processo. Entretanto, ele encontra-se preso por outro caso ocorrido quatro meses depois, quando ele agrediu o filho e a esposa quando estava grávida.

Quer receber notícias no seu celular? Entre no canal do Whats do RIC.COM.BR. Clique aqui!

Mostrar próximo post
Carregando