Animais do Zoológico de Curitiba recebem alimentação mais calórica no frio

Os cuidados incluem cardápio mais calórico e recintos adaptados

por Lucas Novak
com informações da Prefeitura de Curitiba e supervisão de Guilherme Becker
Publicado em 6 jun 2024, às 18h20.

Com a queda nas temperaturas em Curitiba, o Zoológico Municipal está implementando cuidados especiais e focando na alimentação e bem-estar dos animais. O cardápio inclui alimentos mais calóricos, como pinhão e batata-doce, para fornecer energia extra contra o frio.

Animais do Zoológico de Curitiba recebem cuidados especias com a chegada do frio
Os cuidados incluem cardápio mais calórico e recintos adaptados (Foto: José Fernando Ogura/SMCS)

Os recintos são adaptados com barreiras quebra-vento e aquecimento. As dietas são formuladas por nutricionistas e a quantidade de comida fornecida varia dependendo da espécie. Além disso, é ajustada de acordo com a necessidade natural, com alguns sendo alimentados até quatro vezes por dia.

Mais que a alimentação, o zoológico, que abriga mais de 1,8 mil animais, adota outras medidas para o conforto térmico dos animais. Muitos resgatados de maus-tratos, priorizando o bem-estar animal, com recintos adequados e estruturas que estimulam comportamentos naturais.

Conforme a zootecnista Susana Gilaverte muitos dos animais do zoológico não são naturais de Curitiba, o que torna o frio um desafio maior para eles.

A instituição é administrada pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente e recebe cerca de 650 mil visitantes anualmente. Alguns dos investimentos no bem-estar animal incluem a construção de novos recintos e a implementação de estruturas que simulam o habitat natural, como tablados, poleiros e vegetação.

Quer receber notícias no seu celular? Então entre no canal do Whats do RIC.COM.BR. Clique aqui.

Mostrar próximo post
Carregando