Uma jovem médica curitibana, de 26 anos, morreu na noite desta quinta-feira (11), no Hospital Vita BR, onde estava internada, em Curitiba. Amanda Spisila Araújo era paranaense, mas atualmente morava em Campo Grande (MS), onde realizava residência em Medicina da Família e Comunidade, atuando na USF Sumiê Ikeda.

A médica era portadora de uma síndrome rara e passou mal quando visitava familiares em Curitiba. A jovem chegou a ser internada, a mãe pediu por orações, mas Amanda não resistiu.

“A vida é tão rara. Amandinha era uma menina amorosa, estudiosa e nossa eterna mascotinha do Coxa. Amandinha cresceu, se formou em medicina e cuidou de muitas vidas. Hoje, aos 26 anos, nos deixou depois de complicações de uma síndrome rara”, escreveu a amiga Thais Travençoli.

A tia de Amanda também lamentou a morte da sobrinha. “Tão linda, tão doce… Minha Doutora, minha Coxa Branca, minha Roqueira, minha Rebelde, ou simplesmente minha Amandinha”, escreveu Eliz Prado.

Amanda foi sepultada nesta sexta-feira (12), em Curitiba.

Quer receber notícias no seu celular? Então entre no canal do Whats do RIC.COM.BR. Clique aqui.

12 jan 2024, às 18h45.

No Ar

Próximos programas

  • 22h20 RIC Notícias Noite
Mostrar próximo post
Carregando