por João Marochi
com supervisão de Guilherme Fortunato

O Ministério Público do Paraná denunciou quatro pessoas envolvidas no caso da morte de Daiane de Jesus de Oliveira, em Cascavel, no oeste do Paraná. 

Os três seguranças da boate foram denunciados por homicídio qualificado, sendo as qualificadoras do motivo fútil e por dificultar a defesa da vítima. O Policial Penal que trabalhava no local no dia ainda será julgado por exercício ilegal da profissão e o promotor pediu a suspensão do cargo.

A Polícia Civil indiciou o policial por homicídio doloso e os outros dois seguranças apenas por omissão de socorro.

O motorista do carro que atropelou Daiane foi denunciado por homicídio culposo em direção veicular e não vai a júri popular.

1 set 2023, às 14h12.
Mostrar próximo post
Carregando