Bombeiro explica diferença entre explosão em Palotina e acidente em Assis Chateaubriand

O bombeiro explicou que a explosão em Palotina há menos de um ano foi causada por excesso de poeira em silo da cooperativa

por Daniela Borsuk
com informações da RICtv Oeste
Publicado em 6 jun 2024, às 13h19.
POST 2 DE 3

O Comandante Guilherme Rodrigues, do Corpo de Bombeiros de Toledo, explicou que o acidente que matou um trabalhador e deixou outro ferido na madrugada desta quinta-feira (6), em Assis Chateaubriand, é diferente da explosão em Palotina. Ambas as situações foram registradas na C.Vale, apesar de não terem sido na mesma unidade da cooperativa.

explosão c.vale assis chateaubriand
Ambas as situações foram na cooperativa C.Vale (Foto: Colaboração/RICtv)

Conforme informações de Rodrigues, a equipe ainda não sabe se realmente houve uma explosão em Assis Chateaubriand, mas sim que um princípio de incêndio foi registrado. Ainda que a explosão tenha acontecido, para o comandante, não foi da mesma forma como a que houve em Palotina em julho de 2023, que deixou 10 mortos.

“Nós não sabemos se houve uma explosão, certamente não é parecido com o que aconteceu na região recentemente, então são outras causas, mas é preciso fazer uma perícia no local. As vítimas foram de queda de plano elevado […]”, disse. “Se houve a explosão, não foi uma explosão causada por pó como houve recentemente”, esclareceu o comandante.

Veja a explicação na íntegra:

Bombeiro explica que possível explosão não foi causada por pó (Vídeo: RICtv Oeste)

Causa da explosão na C.Vale em Palotina

No caso de Palotina, o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) concluiu que a explosão foi causada pelo excesso de poeira de grãos em suspensão e depositada em diversos pontos da unidade.

Conforme nota do MTE sobre Palotina, a poeira de grãos estava no ar e, também, concentrada no chão, nas paredes e máquinas, dentro dos túneis subterrâneos das esteiras transportadoras de grãos. O laudo explicou, na época, que a poeira pode se tornar um combustível quando somada à presença de oxigênio e associada a uma fonte de combustão, o que teria levado à explosão na empresa.

Acidente na C.Vale em Assis Chateaubriand

Como o acidente em Assis Chateaubriand é recente, a perícia que irá indicar com clareza se houve uma explosão e qual a causa ainda não foi finalizada. No entanto, o trabalhador morreu devido a uma queda. O delegado responsável pelo caso, Túlio Fernando de Almeida, explicou que dois homens foram verificar o princípio de incêndio e que a rampa em que estavam cedeu.

Os trabalhadores sofreram uma queda de seis a oito metros. Um deles não resistiu e outro está internado em estado grave no Hospital Bom Jesus, em Toledo.

Leia mais:

Após a explosão, segundo boletim da Polícia Militar, o Corpo de Bombeiros foi acionado e verificou que não tinham indícios de novas explosões ou focos de incêndio no local.

Nota da C.Vale sobre explosão em secador de grãos

Além de explicar como o acidente aconteceu, a C.Vale também informou que os trabalhadores usavam equipamentos de segurança.

“O acidente foi atendido por uma equipe do Samu, Polícia Civil e Polícia Militar. A C.Vale esclarece que os trabalhadores utilizavam Equipamentos de Proteção Individual (EPI) e que está prestando assistência às vítimas e familiares”, disse a C.Vale em nota.

Quer receber notícias no seu celular? Entre no canal do Whats do RIC.COM.BR. Clique aqui

Mostrar próximo post
Carregando