Um homem se apresentou à Polícia Civil nesta quinta-feira (16) e confessou ter matado a tiros Éder Rogério da Silva, de 41 anos, em um bar de Apucarana, no Norte do Paraná, por conta de um desentendimento amoroso, nesta quarta-feira (15).

De acordo com o delegado André Garcia, o suposto autor do crime disse, em depoimento, que era ameaçado por Éder devido ao desentendimento que envolvia os dois e uma mulher, que era a motorista do carro que levou o homem até o bar momentos antes dos disparos.

A motorista ainda não é considerada coautora do crime, porque até o momento, a investigação não aponta que ela sabia que o assassinato seria cometido.

Arma e revólver usados foram apreendidos. Apesar de ter confessado, o suspeito não foi preso e não teve nome divulgado.

17 nov 2023, às 09h08. Atualizado às 09h09.
Mostrar próximo post
Carregando