por Carol Machado
Com informações do Gauchazh

Uma mulher foi morta durante um suposto ritual religioso realizado em um cemitério. A vítima foi amarrada em uma cruz e espancada até a morte. O caso foi registrado na última sexta-feira (09), no Rio Grande do Sul.

Até o momento, quatro pessoas foram presas suspeitas do crime e devem responder por homicídio qualificado.

A vítima foi identificada como Zilda Correa Bitencourt, de 57 anos. O marido e filho da vítima relataram à polícia que Zilda acreditava que era atormentada por um espírito e que buscou o local para se submeter a um ritual para se livrar da situação. 

Os dois familiares assistiram uma das sessões do ritual e afirmaram que os envolvidos no ato alegaram que as agressões eram realizadas para retirar a entidade maligna do corpo da vítima. Ambos foram ouvidos pela polícia e liberados. O caso continua sob investigação.

Quer receber notícias no seu celular? Entre no canal do Whats do RIC.COM.BR. Clique aqui!

12 fev 2024, às 15h11.
Mostrar próximo post
Carregando