Vereador de São José dos Pinhais perde cargo após nomear servidores "fantasmas"

De acordo com o Ministério Público do Paraná (MPPR), Abelino nomeou três servidores parlamentares “fantasmas”, os quais receberam salários sem prestar qualquer serviço público

Publicado em 4 jun 2024, às 16h52. Atualizado em: 5 jun 2024 às 15h17.

O vereador Professor Abelino (Cidadania) de São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC) foi condenado junto com três assessores por improbidade administrativa. De acordo com o Ministério Público do Paraná (MPPR), Abelino nomeou três servidores parlamentares “fantasmas”, os quais receberam salários sem prestar serviço público.

Vereador de São José dos Pinhais perde cargo após nomear servidores "fantasmas"
O vereador nomeou três servidores parlamentares “fantasmas” e foi condenado (Foto: Reprodução/Câmara de São José dos Pinhais)

Leia também:

As penas para o político incluem a perda do cargo, suspensão dos direitos políticos por oito anos, proibição de contratar com o poder público por dez anos e o pagamento de multa de R$ 594,9 mil Os três assessores deverão devolver o dinheiro recebido, que variam entre R$ 190,7 mil a R$ 268,4 mil.

Além da devolução do dinheiro, terão que pagar multa de R$ 16,5 mil a R$ 26,8 mil, os servidores também estarão suspensos dos direitos políticos por cinco anos e proibidos de contratar com o poder público pelo mesmo período. Dois dos ex-assessores foram contratados de 2013 a 2016, a terceira assessora ainda ocupa função pública e foi condenada à perda do cargo.

Segundo o MPPR, o vereador deverá “arcar solidariamente com os montantes das multas dos outros condenados”. Caberá recurso da decisão.

O que diz a Câmara de São José dos Pinhais

Em nota, a Câmara de São José dos Pinhais se manifestou e informou que tomará providência, caso venha a ser notificada sobre o caso.

Leia a nota completa:
NOTA OFICIAL CMSJP
Em relação à notícia publicada no sítio do Ministério Público do Estado do Paraná a respeito da condenação de vereador e ex-assessores da Câmara Municipal de São José dos Pinhais, informamos que esta não figura no polo ativo ou passivo de processo algum em que se apure ato de improbidade. Caso o Poder Legislativo venha a ser notificado para que tome alguma providência, as mesmas serão adotadas no prazo legal.

Quer receber notícias no seu celular? Então entre no canal do Whats do RIC.COM.BR. Clique aqui.

Mostrar próximo post
Carregando