Dono de postos de combustíveis e advogada são indiciados por tortura em Curitiba

por Guilherme Becker
com informações da PCPR
Publicado em 25 abr 2024, às 10h34. Atualizado às 10h35.
POST 1 DE 2

Um casal, formado por um dono de postos de combustíveis e uma advogada, foi indiciado pela Polícia Civil do Paraná (PCPR) suspeito de tortura e extorsão de um homem, de 42 anos, em Curitiba. Os crimes teriam acontecido no escritório de advocacia da mulher suspeita. Segundo as investigações, o indivíduo suspeito pelos crimes acumula mais de 50 processos criminais de funcionários.

A vítima do casal seria um fornecedor, que foi extorquido e alvo de torturas físicas e psicológicas. Segundo a PCPR, os crimes aconteceram em 2021 e foram descobertos no início de 2023, quando um celular foi apreendido em uma operação que apurava adulteração em postos de combustíveis. Após análise no aparelho, foram verificados vídeos da tortura e instaurado inquérito policial para apurar os fatos. 

A vítima foi torturada de forma física e psicológica, sendo coagida a pagar R$ 15,5 mil por uma suposta não entrega de balcões refrigerados em um dos estabelecimentos pertencentes ao suspeito, de 72 anos. Ainda obrigaram a assinar confissões de dívidas, uma delas no valor de R$ 100 mil.  

O casal ainda é acusado de corrupção de menores, visto que os crimes foram cometidos com a presença do filho dos suspeitos, de 14 anos. 

Homem é torturado por casal em Curitiba

Conforme apurado nas imagens, o homem foi submetido à cárcere privado. No local, os suspeitos fraturaram a costela da vítima, a agrediram com socos, chutes e com uma tonfa. Além disso, o ameaçaram com uma máquina de choque, e jogaram um líquido incolor, afirmando ser etanol e que, caso ele não assinasse a nota promissória, o incendiariam.  

Nas ações, o filho do casal é incentivado a ameaçar e quebrar o braço e mexer no celular da vítima com intuito de procurar bens ou algo de valor, além de manter um punhal na cintura.

Durante as investigações, a PCPR apurou que o suspeito é dono de uma rede de postos de combustíveis e que possui diversos boletins de ocorrência relatando ameaças, utilizando arma de fogo, contra os funcionários.  

“Apuramos ainda que existem 55 processos criminais contra o indivíduo, além de 15 inquéritos policiais, que ele costuma constranger os funcionários a assinarem documentos. Ele foi intimado diversas vezes e utiliza da condição de saúde para dificultar cumprimento das medidas legais”, afirma o delegado da PCPR Cássio Conceição. 

Em uma das situações, o indivíduo e a mulher ainda teriam ameaçado policiais militares. Além de ser investigado por falsidade de atestado médico, uso de documento falso e fraude processual.

Quer receber notícias no seu celular? Então entre no canal do Whats do RIC.COM.BR. Clique aqui

Mostrar próximo post
Carregando
vulkan vegas, vulkan casino, vulkan vegas casino, vulkan vegas login, vulkan vegas deutschland, vulkan vegas bonus code, vulkan vegas promo code, vulkan vegas österreich, vulkan vegas erfahrung, vulkan vegas bonus code 50 freispiele, 1win, 1 win, 1win az, 1win giriş, 1win aviator, 1 win az, 1win azerbaycan, 1win yukle, pin up, pinup, pin up casino, pin-up, pinup az, pin-up casino giriş, pin-up casino, pin-up kazino, pin up azerbaycan, pin up az, mostbet, mostbet uz, mostbet skachat, mostbet apk, mostbet uz kirish, mostbet online, mostbet casino, mostbet o'ynash, mostbet uz online, most bet, mostbet, mostbet az, mostbet giriş, mostbet yukle, mostbet indir, mostbet aviator, mostbet casino, mostbet azerbaycan, mostbet yükle, mostbet qeydiyyat