por Daniela Borsuk
com informações de Beatriz Frehner, da RICtv

A Polícia Civil acredita que o homem preso suspeito de matar a esposa a facadas em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, usava o popular ‘enforca gato’ para amarrar a vítima. Segundo a delegada Géssica Andrade, o homem foi preso em Morretes, tentando fugir, e confessou o crime. Dentro da casa em Pinhais, a polícia encontrou um cenário de violência.

“Dentro da casa foram encontradas fitas e objetos para amarração, na polícia a gente chama de ‘enforca gato’, aquele zip tie. Foram encontrados vários zip ties já prontos para fechar, no caso a gente acredita que seja para conter a mulher. Dentro da casa tem várias marcas de luta corporal e marcas de sangue. A gente acredita que a briga começou dentro da residência, ela conseguiu fugir, mas não foi muito longe”, explicou a delegada. Uma câmera de monitoramento também estava instalada no interior da casa.

O homem já tinha histórico de violência doméstica. Em 2019, uma ex-namorada do suspeito fez um pedido de medida protetiva, que o homem descumpriu. Agora, ele foi detido por feminicídio e encaminhado para a delegacia.

No momento da prisão, em Morretes, o suspeito disse que não sabia ao certo a motivação de ter matado a esposa. “Ele confessou o crime, e ele falou que veio para cá [Litoral] pois estaria sem rumo. O motivo ele disse que nem ele mesmo sabia explicar”, disse o Aspirante-a-oficial Diogo dos Santos Andrade, Coordenador do Policiamento da Unidade (CPU) 9° BPM.

Quer receber notícias no seu celular? Entre no canal do Whats do RIC.COM.BR. Clique aqui.

9 fev 2024, às 14h34.

No Ar

Cidade Alerta Paraná

Tudo que acontece no Paraná e que afeta o seu o dia a dia, de segunda a sexta, com Paulo Gomes.

🔴AO VIVO

Próximos programas

  • 22h20 RIC Notícias Noite
Mostrar próximo post
Carregando