O jornalista Roberto Cabrini viajou até a Ilha do Marajó, no Pará, e conversou com moradores da região sobre os possíveis casos de exploração sexual de crianças e adolescentes. A reportagem foi exibida no Domingo Espetacular do último fim de semana (25). 

Imagens e denúncias ganharam destaque recentemente nas redes sociais e na mídia, após a cantora gospel Aymeê participar de um reality show com a música “Evangelho de Fariseus” que expôs o problema.

“É normal os pais entregarem os filhos abaixo da idade, aos 14, 15 anos nas mãos de homens mais velhos, de 40. Aqui isso é normal. […] As crianças são forçadas a muitas coisas aqui”, disse Evelyn Gonçalves, moradora da ilha. 

A Advocacia Geral da União informou à reportagem que vai investigar a existência de uma rede de desinformação sobre a ilha. Jorge Messias, advogado-geral, reforçou que o Governo Federal apura denúncias sérias de tráfico humano e exploração sexual em todo o território brasileiro.

Vídeo da Ilha do Marajó: confira a reportagem de Roberto Cabrini

Quer receber notícias no seu celular? Entre no canal do Whats do RIC.COM.BR. Clique aqui

26 fev 2024, às 10h35.

No Ar

Mostrar próximo post
Carregando