Apae lamenta morte de professora baleada e morta: “Sentiremos sua falta”

Publicado em 15 mar 2024, às 12h41.
POST 2 DE 2

Maria Carmem Palhares Garcia, de 69 anos, morta após ser baleada na cabeça dentro de casa, em Lobato, noroeste do Paraná, era professora na cidade.

Ela atuava na Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) e no Colégio Estadual Rui Barbosa. As instituições lamentaram nas redes sociais a morte da docente. 

Na Apae, as aulas foram suspensas nesta sexta-feira (15). Na publicação, a instituição enfatizou o quanto a mulher era querida.

“Companheira de trabalho que nos deixa por uma fatalidade, foram longos anos se dedicando junto a instituição APAE de Lobato, com seu jeitinho de ser. Sentiremos sua falta, Deus permitiu que você lutasse e vencesse o bom combate na terra”.

A vítima foi morta com um tiro na cabeça e foi encontrada por um familiar, nessa quinta-feira (14). O principal suspeito de ter cometido o crime é o ex-marido dela, que é procurado pela polícia.

Quer receber notícias no seu celular? Entre no canal do Whats do RIC.COM.BR. Clique aqui.

Mostrar próximo post
Carregando