Comerciantes aprovam obras de renovação do Centro

Comerciantes da região central se reuniram nesta quarta-feira (4), na Prefeitura, para avaliar as obras de revitalização do Centro e sugerir novas ações para o fortalecimento do local. Depois do Sul da cidade, o Centro foi a região que mais se expandiu em Curitiba, com 14,1% de crescimento em dez anos, segundo o Censo 2010 do IBGE.

“A transformação pela qual o Centro vem passando também é resultado do esforço dos comerciantes, que sempre acreditaram no potencial desta região e trabalharam para mantê-la vibrante, ativa”, disse o diretor do departamento de Programas e Projetos da Secretaria do Governo Municipal, Omar Akel.

O cônsul da Síria, Abdo Abage, das lojas Irmãos Abage, citou o aumento das vendas e o fortalecimento da segurança como dois benefícios gerados pela revitalização do Centro. “Confesso que nos meus 72 anos de idade nunca vi Curitiba tão bem trabalhada e com tantas obras em benefício da população”, disse Abage. “Os empresários estão satisfeitos”.

O presidente do Conselho Comunitário de Segurança do Batel, Acef Said, acredita que a parceria entre moradores, empresários e a Prefeitura traz resoluções para problemas que costumam atingir o Centro de grandes cidades.

“Obras de revitalização acabam se refletindo em diversas áreas, até mesmo na segurança”, disse Said. A secretaria da Defesa Social já instalou 49 câmeras de monitoramento no Centro de Curitiba. “Temos um canal direto de discussão com a Regional Matriz de forma a equacionar nossas sugestões, somos bem recebidos”, ressaltou ele.

Ações – A mais recente ação no Centro foi anunciada nesta terça-feira (3), na Associação Comercial do Paraná. O Centro terá a reforma de 11 banheiros públicos e a criação de cinco estruturas que reunirão lanchonetes, bancas de revistas, banheiros – com formato com estrutura semelhante à da Boca do Brilho, na praça Osório.

A Prefeitura também começou o trabalho de alargamento das calçadas da rua São Francisco, no Setor Histórico de Curitiba. A revitalização integra uma série de intervenções, como a reforma da Rua Riachuelo, que procura revitalizar o comércio da região.
As melhorias na São Francisco serão feitas no trecho entre as ruas Presidente Faria até a Barão do Cerro Azul. Nesse trecho, as calçadas do lado direito de quem sobe em direção ao Centro Histórico serão alargadas, passando de 2 metros para cerca de 3,5 metros. O alargamento das calçadas acontecerá no lado onde está concentrando a maior parte do comércio da rua.

O empresário Jonel Chede, um dos gestores do projeto Centro Vivo, da Associação Comercial do Paraná, disse que as obras do Centro são exemplo para cidades do interior do Estado, como Cascavel, que desenvolve projetos semelhantes.

“O Centro Vivo foi uma semente que germinou e hoje é uma árvore frondosa, que sombreia a rua XV de Novembro, a Marechal Deodoro, a Riachuelo”, afirmou Chebe. “É mais um exemplo do bom e bem realizado em Curitiba para todo o Brasil.

Outras obras do Centro lembradas pelos empresários foram a revitalização da praça Tiradentes, do Paço da Liberdade, na praça Generoso Marques, e da Carlos de Carvalho, que será revitalizada no trecho da avenida Visconde de Nácar até a Francisco Rocha, no Batel.

A presidente da Associação de Lojistas do Shopping Itália, Maria Aparecida Salomão, disse que a transformação do Centro precisa continuar e sugeriu a revitalização de mais ruas, como a Pedro Ivo.

“As obras vão além dos ganhos para os comerciantes, pois trouxeram uma preocupação com a segurança de pedestres, de ciclistas e outros benefícios”, disse Maria Aparecida. “É importante que se fortaleçam e tragam ainda mais benefícios, disse Maria Aparecida, que sugeriu a reforma de ruas como Pedro Ivo, José Loureiro e dos arredores do Terminal Guadalupe.

Nesta região, a Prefeitura desenvolve um projeto de revitalização da ruas João Negrão e de toda a região do Terminal Guadalupe. O Centro também será palco de nova edição da Virada Cultural, com shows gratuitos, e da Galeria de Luz, que ilumina a rua XV de Novembro no Natal.

O encontro na Prefeitura teve a participação dos secretários municipais Luiz Fernando Jamur, do Governo; Nazir Abdalla Chain, da Defesa Social; e Eliane Chomatas, da Saúde; e do administrador da Regional Matriz, Luiz Hayakawa.

4 jul 2012, às 00h00.

No Ar

Mostrar próximo post
Carregando