Grupamento Aeropolicial realiza 67 resgates em 2012

O Grupamento Aeropolicial de Resgate Aéreo (Graer), da Secretaria de Segurança Pública do Paraná, fez de janeiro a maio deste ano 67 resgates de vítimas de acidentes, ocorrências médicas e outras situações emergenciais. No mesmo período, o Graer prestou apoio a atividades policiais em 90 ações, entre as quais patrulhamento e fiscalização.

O grupamento reúne policiais e bombeiros militares e policiais civis, além de médicos. Apenas esta semana, as equipes do Graer realizaram dois resgates. O mais dramático foi o de um menino de dois anos, queimado com gasolina em Guaraqueçaba, no litoral. Morador da área rural, ele foi transportado do hospital local até Curitiba na quarta-feira, a bordo de um helicóptero Falcão 4. A criança sofreu queimaduras em grande parte do corpo depois de derrubar gasolina na roupa e se aproximar de um fogão.

O helicóptero transportou o menino até o heliponto do Parque Barigui, em Curitiba, de onde uma ambulância do Samu o levou até o Centro de Tratamento de Queimados do Hospital Evangélico. O tempo de deslocamento, que de barco e ambulância demoraria aproximadamente quatro horas, foi encurtado para cerca de 30 minutos.

Na tarde de segunda-feira, a equipe do Graer, em conjunto com bombeiros, resgatou um homem de 38 anos que estava com dificuldades físicas para descer do topo do morro Anhangava, na Serra do Mar. O homem foi resgatado com uso de cordas, já que o local não permitia o pouso do Falcão 4. O Graer também tem atuado em casos de transporte de pacientes e órgãos para transplante.

Desde outubro de 2010, quando foi criado, o Graer atuou em mais de 500 missões, entre apoio a ocorrências e operações policiais, salvamentos, patrulhamento, resgate e remoção aeromédica, buscas, salvamento aquático, combate a incêndios, entre outras.

Atualmente o Graer possui uma central em Curitiba, no aeroporto Bacacheri, com três helicópteros e um avião. Esta semana a estrutura foi reforçada com um avião Beechcraft Baron 58, com capacidade para seis pessoas, doado ao Estado pelo pelo programa Espaço Livre, de remoção de aviões sob custódia do Poder Judiciário. O avião foi entregue pela corregedora nacional de Justiça, ministra Eliana Calmon, ao governdor Beto Richa, e terá uso compartilhado com tribunais do Estado do Paraná.

O programa Paraná Seguro prevê a aquisição de outras três aeronaves e três helicópteros para o grupamento. Também estão sendo preparadas a estrutura e a equipe para a instalação da primeira base descentralizada em Londrina, no Norte do Paraná.

18 jun 2012, às 00h00.
Mostrar próximo post
Carregando