Justiça determina bloqueio de bens do prefeito de Almirante Tamandaré

A Vara Cível em Almirante Tamandaré, região metropolitana de Curitiba, determinou o bloqueio de bens do prefeito Vilson Goinski e dos sócios do Hospital Nossa Senhora da Conceição, além dos demais réus, em ação civil pública proposta pelo Ministério Público do Paraná por ato de improbidade administrativa.

A ação requer, no mérito, a condenação dos requeridos, entre eles o ex-secretário municipal de Saúde. O processo corre em segredo de Justiça.

Segundo a promotora de Justiça Maria Aparecida Mello da Silva, responsável pela ação, teriam sido firmados contratos entre a prefeitura e o hospital sem a devida licitação. Além disso, de acordo com a promotora, há indícios de desvio de verbas que deveriam ser destinadas à saúde. Se condenados, os agentes públicos podem perder os cargos, além de terem que ressarcir o erário.

2 maio 2012, às 00h00.

No Ar

Cidade Alerta Paraná

Tudo que acontece no Paraná e que afeta o seu o dia a dia, de segunda a sexta, com Paulo Gomes.

🔴AO VIVO

Próximos programas

  • 22h20 RIC Notícias Noite
Mostrar próximo post
Carregando