Lideranças destacam conquista do Metrô para Curitiba

O Metrô Curitibano, a maior obra pública que a capital paranaense vai receber nos próximos anos, foi muito bem recebida pelas lideranças políticas, empresariais, comunitárias e de classe no Paraná. “A confirmação da transferência do recurso demonstra o bom entendimento entre o Paraná e o governo federal, que não se nega a liberar recursos para bons projetos”, disse o governador Beto Richa.

Na equação financeira do empreendimento, o Governo do Estado vai investir R$ 300 milhões dos R$ 2,33 bilhões previstos para execução da obra. Beto Richa diz que o metrô terá investimentos do Estado porque é fundamental para sustentar o crescimento e o desenvolvimento de Curitiba e das cidades da região metropolitana. O prefeito Luciano Ducci já marcou para o dia 15 de maio a audiência pública para a licitação da obra.

O presidente da Fecomércio, Darci Piana, afirma que a implantação do metrô é mais que necessário, “é fundamental para o crescimento da cidade”. “O comércio vê com bons olhos a chegada do metrô a Curitiba, que trará grandes benefícios ao setor”, disse Piana.

Para ele, os problemas de trânsito já requerem as medidas que já estão sendo tomadas pela prefeitura. “Mas como em toda cidade grande, a tendência é que se agravem. Por isso, o metrô é fundamental no dia a dia de qualquer grande cidade, não tem como fugir”, disse,

Legislativo – O presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, deputado  Valdir Rossoni, disse que o Metrô de Curitiba é uma conquista que deve ser comemorada por toda a população.“Quero dar parabéns ao prefeito Luciano Ducci e a toda a equipe da Prefeitura pela eficiência e agilidade com que conduziram este projeto, iniciando imediatamente o processo de licitação com a primeira audiência pública já definida”.

“Entre as cinco capitais que receberam verbas federais para o metrô, Curitiba deve ser a primeira a iniciar as obras e isto demonstra a capacidade de gestão do prefeito Luciano Ducci para resolver as questões públicas com eficiência. Tenho certeza que a Linha Azul do metrô curitibano será uma das mais modernas do país, marcando uma nova fase da mobilidade em nossa capital”, completou Rossoni.

A opinião é a mesma do presidente da Câmara de Vereadores de Curitiba, João Luiz Cordeiro, que coloca o metrô Como “uma conquista positiva para a cidade”. “As pessoas que moram na capital desejam cada vez mais qualidade de vida, passar menos tempo no trânsito para dedicarem-se às suas famílias, acompanhando a educação e crescimento dos filhos”, disse.

“Esse novo modal, o metrô, vai fazer tudo isso possível.O prefeito Luciano Ducci, com a implantação do Ligeirão e a conquista de recursos para o metrô, tem mostrado um caminho para a cidade. Todas essas mudanças em favor da mobilidade sustentável passam pelo Legislativo e são levadas à discussão com a população pelos vereadores”, completou Cordeiro

Expectativa – O presidente do Crea-PR,  Joel Krüger, aponta o metrô como uma necessidade urgente para atender à crescente demanda pelo transporte coletivo em Curitiba e região. “E é grande a expectativa de toda a sociedade de que o investimento neste novo modal atenda aos anseios da população”, disse.

“Da mesma forma, é importante atentar aos prazos previstos para a licitação e execução da obra, pois trata-se de um empreendimento complexo do ponto de vista de engenharia e que ocasionará interferências na cidade”, completou.

Para o presidente do Sinduscon-PR, Normando Baú, o metrô vai facilitar em muito a mobilidade urbana de Curitiba, ajudando a desafogar o trânsito. “Entendemos que este sistema de transporte público deve ser pensado não apenas para alguns eixos estruturais, mas para toda a cidade. Sabemos que é oneroso, demorado e que causa transtornos à população na fase de execução, mas é preciso pensar em Curitiba para daqui 50 anos, e que os investimentos sejam feitos de forma ininterrupta”.

26 abr 2012, às 00h00.
Mostrar próximo post
Carregando