Polícia fecha criadouro clandestino e resgata 56 cães no Capão Raso

Em ação conjunta entre protetores independentes, Polícia Ambiental, Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA), Rede de Proteção Animal de Curitiba e Sociedade Protetora dos Animais de Curitiba (SPAC), um criadouro clandestino com 56 animais que funcionava no bairro Capão Raso foi fechado no dia de ontem (12).

Voluntários do grupo Salva Bicho foram ao criadouro no dia anterior demonstrando interesse em adquirir cães de raça e filmaram animais doentes, debilitados, em local insalubre e confinados em caixas de madeira com frestas e buracos para respiração. Alguns eram mantidos em canis também inadequados. Na filmagem, responsável pelos cães afirma vender animais por valores que variam de R$ 900,00 a R$3.000,00.

Entre as raças haviam bulldog, poodle, shitsu, lhasa apso, cocker, pequinês, beagle, york shire e basset hound. Um filhote de poodle com doença respiratória e um cocker cego
com problemas de locomoção foram encaminhados para atendimento em clínica veterinária particular. Um bulldog com disfunção gastrointestinal e um shitsu com problemas nos olhos foram encaminhados para atendimento na SPAC. Cinco filhotes e duas cadelinhas foram para um lar provisório. Os outros cães foram para um hotel com as despesas por conta do Salva Bicho. Alguns serão encaminhados do hotel para lares provisórios nos próximos dias.

Um dos responsáveis pelos animais foi conduzido a DPMA e assinou Termo Circunstanciado por crime ambiental. A audiência preliminar está prevista para o mês de agosto.

13 jul 2012, às 00h00.

No Ar

Mostrar próximo post
Carregando