Programa incentiva cerâmicos a implantarem florestas energéticas

Com o objetivo de fortalecer a indústria da cerâmica vermelha de São José dos Pinhais, que hoje já representa o maior polo do Paraná, com 150 olarias das 300 existentes na Região Metropolitana de Curitiba, a Prefeitura lançou na noite dessa terça-feira (06) o Programa de Sustentabilidade Ambiental e Eficiência Energética. O evento foi realizado na Associação Comercial, Industrial, Agrícola e de Prestação de Serviços (Aciap) do município e reuniu cerca de 40 empresários do setor.
O Programa consiste em um conjunto de atividades coordenadas pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) denominadas “Construindo o Futuro”, que envolve participações em rodadas de negócios, feiras, treinamentos de capacitação na gestão financeira, administrativa e de comercialização. Atualmente, o projeto está na etapa de formalização da adesão e deverá ser iniciado no final de março, com duração de 10 meses.
Além disso, a Prefeitura irá organizar visitações a áreas de reflorestamento e de produção de mudas de árvores, para incentivar os donos de olarias a implantarem florestas energéticas no município. “A ideia é que todo cantinho de terra que não pode ser utilizado para a agricultura seja aproveitado”, explica o engenheiro florestal da Secretaria Municipal de Agricultura, Marcelo Lubas.
Através do Programa de Produção e Abastecimento Florestal, a Prefeitura tem como objetivo garantir a continuidade da produção energética e evitar o desmatamento no município. A ideia é que os empresários comprometam-se a plantar aquilo que irão utilizar. “O sinal amarelo para a produção das indústrias de olaria e cerâmica já acendeu; queremos evitar que elas sejam pegas pelo sinal vermelho”, afirma o secretário municipal de Agricultura e Abastecimento, Pedro Persegona.
Durante o evento de lançamento do Programa de Sustentabilidade Ambiental e Eficiência Energética, o Banco do Brasil também anunciou e entregou propostas de linhas de crédito que estão disponíveis aos empresários do setor. “A partir de hoje os donos de olarias poderão procurar a agência a fim de iniciar essas linhas de crédito, porque cada um tem um caso específico”.
“O programa visa fortalecer o polo da indústria cerâmica vermelha em São José dos Pinhais, não de forma quantitativa, mas também qualitativa”, destaca Lubas. Em 2010, o setor oleiro da cidade apresentou crescimento de 8,8% em relação ao ano anterior, e gerou mais de 1.300 empregos diretos e 5.220 indiretos.

8 mar 2012, às 00h00.

No Ar

Cidade Alerta Paraná

Tudo que acontece no Paraná e que afeta o seu o dia a dia, de segunda a sexta, com Paulo Gomes.

🔴AO VIVO

Próximos programas

  • 22h20 RIC Notícias Noite
Mostrar próximo post
Carregando