Provadores de lojas podem ser adaptados a pessoas com deficiência

Os provadores de vestuário podem ser adaptados a pessoas com deficiência em Curitiba. Está em trâmite na Câmara Municipal um projeto para que a exigência seja cumprida. A proposta é do líder do prefeito na Casa, vereador João do Suco (PSDB).

“As grandes redes de vestuário podem dar a possibilidade de acesso aos deficientes. Esta é uma nova cultura de mobilidade urbana e acessibilidade que vem se implantando na cidade”, disse o parlamentar.

A norma valeria para todo o estabelecimento que comercialize peças de vestuário, como hipermercados, lojistas de rua, shoppings e centros comerciais. De acordo com o vereador, os provadores necessitam de um ambiente com dimensões suficientes para a passagem e a permanência do usuário de cadeira de rodas, além de assentos e apoios para os membros.

“É válido salientar que a realização dessa tarefa rotineira se reveste de grande dificuldade para a pessoa com limitações físicas, sobretudo em ambientes não acessíveis, muitas vezes dependendo da ajuda de terceiros”, justificou João do Suco.

Penalidades

Caso o projeto seja aprovado em plenário e a lei sancionada pelo prefeito, seu descumprimento acarretará em multas para o comerciante. Inicialmente, será feita notificação e dado prazo de noventa dias para regularização. Posteriormente, será aplicada multa de R$ 500,00. Decorrido o prazo de notificação, multa diária de R$ 250,00.

13 jan 2012, às 00h00.

No Ar

RIC Notícias Tarde

As notícias mais curiosas e importantes do Paraná e do Brasil, de segunda a sexta-feira, com Manuella Niclewicz e Bruno Previdi.

🔴AO VIVO

Próximos programas

  • 20h55 Cidade Alerta Paraná
  • 22h20 RIC Notícias Noite
Mostrar próximo post
Carregando