Som alto tira o sossego de quem passa férias nas praias

A Polícia Militar do Paraná (PM-PR) tem desenvolvido uma série de atividades de orientação e repressão para oferecer mais comodidade a veranistas e moradores dos sete municípios da região litorânea do Estado. Uma das prioridades do governo estadual é o combate à perturbação de sossego dos veranistas.

Nos primeiros 24 dias da Operação Verão, que iniciou em 16 de dezembro, a polícia atendeu 333 ocorrências e fez 127 encaminhamentos por excesso de barulho. O problema de som alto é considerado contravenção penal e o infrator pode ser penalizado com trabalho comunitário, multa e apreensão dos aparelhos de som, o qual fica a disposição da Justiça.

A tenente Caroline Costa, relações públicas da PM, diz que a abordagem dos policias nessas ocorrências são em duas etapas. Primeiramente, o policial vai até o local informado e faz um registro de ocorrência, advertindo o infrator das penalidades. Caso a perturbação permaneça, é registrado um encaminhamento às unidades da PM para a abertura de um termo circunstanciado.

“A conscientização da população tem ajudado muito. Temos tratado este assunto com prioridade, pois a orientação é garantir o descanso dos veranistas. Temos uma grande força policial no Litoral”, destaca ela, lembrando que o governo estadual reforçou o efetivo policial com o envio de 800 policiais militares para a região. A PM também tem feito um trabalho de orientação com a entrega de panfletos educativos sobre o tema.

A tenente informa que as ocorrências não são avaliadas por decibéis, como prevê a legislação ambiental de poluição sonora. “A Lei de Contravenção Penal detalha que todo som que prejudique a tranquilidade pública poderá ser classificado como perturbação de sossego”, afirmou. A maioria dos atendimentos ocorreu durante as comemorações do Ano Novo. Entre os dias 31 de dezembro e 2 de janeiro foram registrada 64 ocorrências, sendo 23 com encaminhamento. Os locais mais comuns são bares, residências e veículos.

Denúncias

A tenente Costa explica que a participação da sociedade é fundamental para a efetiva atuação da Polícia Militar. Segundo ela, de todas as ocorrências registradas, 95% foram por denúncias. “Nossa orientação é que o cidadão verifique as ocorrências e ligue imediatamente para nossos postos de atendimento”. As denúncias de perturbação de sossego são atendidas pelo telefone de emergência da polícia 190.

A moradora de Guaratuba Josivania Chagas, comerciante em Matinhos há cinco anos, afirma que o barulho nesta temporada esta menos que em anos anteriores. Ela destaca o trabalho policial e a importância da população denunciar os casos. “Esse ano melhorou muito. Passava cada carro barulhento aqui na frente que era impossível de aguentar. Eu chego em casa cansada e quero descaso. É bom ver uma ação policial forte”, disse ela,

10 jan 2012, às 00h00.
Mostrar próximo post
Carregando