Vereador João do Suco é eleito presidente da Câmara Municipal

O vereador João Luiz Cordeiro (PSDB) é o novo presidente da Câmara Municipal de Curitiba. A sua eleição com 25 votos ocorreu na sessão plenária desta segunda-feira (19), convocada apenas para esta finalidade. João do Suco, como é mais conhecido, venceu o vereador Paulo Salamuni (PV), que recebeu 11 votos. Caíque Ferrante (PRP), que havia registrado sua candidatura, decidiu retirá-la. Ele e Juliano Borghetti (PP) se abstiveram de votar. Até esta tarde, João do Suco respondia pela liderança do prefeito na Casa, cargo que interinamente será ocupado pelo vice-líder, Serginho do Posto (PSDB).

João do Suco vai exercer um mandato tampão, substituindo o ex-presidente João Cláudio Derosso (PSDB) até fevereiro de 2013, em virtude das eleições municipais. A eleição desta tarde teve sete pré-candidatos: além de João do Suco, demonstraram, inicialmente, intenção de concorrer os vereadores Juliano Borghetti, Dirceu Moreira (PSL), Caíque Ferrante, Paulo Salamuni (PV), Professor Galdino (PSDB) e Sabino Picolo (DEM). Apenas Salamuni efetivou e manteve a inscrição, com os propósitos da bancada de oposição e de alguns outros parlamentares que se identificaram com a sua plataforma de trabalho.

Logo em seguida à apuração dos votos, João do Suco assinou o termo de posse, lido pelo primeiro-secretário, Celso Torquato (PSDB), e tomou assento à Mesa Executiva.

Pilares – A meta de garantir transparência política e ética na gestão dos princípios administrativos, assumida pelo novo presidente, está, segundo ele, assentada nos pilares da sabedoria, equilíbrio e discernimento. O novo presidente assegurou que irá comandar o Legislativo “com a participação de todos os pares, sem discriminação de partido ou ideologia política, com espaço de contribuição na melhoria da imagem da Casa”. João do Suco também hipotecou, em seu discurso na tribuna, “obediência aos interesses coletivos da população curitibana, ao grande desafio que temos pela frente, com a responsabilidade de manter esta Casa como modelo de gestão pública legislativa”.

Oposição – O candidato do Partido Verde, Paulo Salamuni, recebeu  voto de seu colega de partido, Aladim Luciano, dos vereadores peemedebistas Algaci Tulio e Noemia Rocha e dos petistas Professora Josete, Pedro Paulo e Jonny Stica. Também votaram no candidato da oposição os vereadores Zé Maria e Renata Bueno, do PPS, Tito Zeglin (PDT) e Julião Sobota (PSC). O parlamentar foi enfático no discurso pelas mudanças e na “responsabilização pelo resgate dos princípios e compromissos fundamentados na Lei Orgânica do Município”.

Resultados – Ao transmitir a presidência ao eleito João Luiz Cordeiro, o presidente em exercício, Sabino Picolo, que retorna ao cargo na Mesa,  de primeiro vice-presidente, detalhou alguns dos resultados do trabalho que comandou nestes quatro meses que esteve à frente da Casa. Citou a promulgação da nova Lei Orgânica do Município, responsável pela redução de 20 dias do recesso parlamentar, o impedimento de reeleição no Legislativo, a adequação do quadro funcional, digitalização documental e o repasse de mais de R$ 8 milhões à prefeitura, entre outros. Picolo fez questão de agradecer a todos os que “contribuíram para o sucesso da empreitada”, desde o corpo funcional da Casa, ao ex-presidente e ao prefeito Luciano Ducci, “pela confiança manifestada no relacionamento dos dois poderes”. Sabino Picolo também ocupou interinamente a prefeitura em 2011.

19 mar 2012, às 00h00.
Mostrar próximo post
Carregando