Viaduto dos Padres tem tráfego interditado no sentido Curitiba

A região do Viaduto dos Padres (km 42), no alto da Serra do Mar na BR-277, teve o tráfego interditado totalmente no sentido Curitiba às 16h de terça-feira (10). Pelos próximos 50 dias, o fluxo sentido Curitiba será desviado, ficando a pista sentido Paranaguá em mão dupla por um trecho de aproximadamente 400 metros sobre o viaduto. A concessionária Ecovia, que administra a rodovia entre Curitiba e o litoral do Estado, vai realizar o reforço estrutural na pista sentido Curitiba do viaduto – situado a 70 metros de altura do Rio dos Padres, que corta a região.

Quem viaja do litoral em direção à capital vai encontrar uma faixa para o tráfego a partir do km 41,5. O desvio para a pista Paranaguá acontece a partir do km 41,8, retornando à pista Curitiba no km 42,2. Já para quem sai de Curitiba com destino a Paranaguá, o fluxo ficará em meia pista a partir do km 43 em razão da sinalização preventiva e de orientação que antecede o trecho, que ficará em mão dupla sobre o viaduto. A obra é preventiva e faz parte dos trabalhos de restauração e reforço realizados nas pontes e viadutos ao longo das estradas que dão acesso ao litoral.

A concessionária recomenda aos motoristas que dirijam com cautela e tenham paciência, pois poderão encontrar pontos de lentidão nesse trecho. “A restauração dos viadutos situados no alto da Serra do Mar é feita em etapas e consiste em um trabalho preventivo que garante a segurança para quem trafega pela BR-277”, explica o diretor superintendente da Ecovia, Evandro Couto Vianna.

Cerca de 80 pessoas estão envolvidas na obra, entre operários, equipe operacional e de engenharia. Para garantir a segurança dos usuários da rodovia, equipes da concessionária estarão 24 horas no local fazendo a sinalização, monitoramento e controle do tráfego, utilizando, além de toda sinalização regulamentar da obra, dispositivos como viaturas, painéis de mensagem variável e sinalização luminosa noturna.

O prazo para a entrega da obra no Viaduto dos Padres é de 50 dias e o investimento é de R$ 2,5 milhões. Os trabalhos serão realizados em várias etapas, envolvendo instalação de canteiro de obra, remoção do revestimento existente, colocação de armaduras, concretagem, tensionamento dos cabos de aço adicionados a estrutura, revitalização do pavimento e sinalização final.

 

11 abr 2012, às 00h00.
Mostrar próximo post
Carregando