Adolescente vítima de acidente na Linha Verde é sepultado em Curitiba: "Quanta tristeza"

O adolescente voltava da igreja com a família, quando o carro deles foi atingindo por um veículo na contramão na Linha Verde

Publicado em 19 maio 2024, às 14h12. Atualizado às 14h21.
POST 8 DE 11

Foi sepultado neste domingo (19), Johann Martins, adolescente que morreu em um grave acidente registrado na Linha Verde, em Curitiba, no dia 10 de maio. O pai dele, Evandro Ramos, morreu no local e a mãe e o irmão seguem internados.

Adolescente morre em acidente na Linha Verde, em Curitiba
Joham foi sepultado neste domingo na Grande Curitiba (Foto: Reprodução / Redes Sociais)

Nas redes sociais, muitas pessoas que conheciam a família lamentaram a perde do adolescente no acidente na Linha Verde. Meu Deus, quanta dor e quanta tristeza. Senhor Jesus Cristo, nos dê forças nesse momento difícil. Não está fácil!”, escreveu uma mulher.

Pai e filho vítimas de acidente na Linha Verde eram músicos; assista

Um vídeo no qual o portal RIC teve acesso mostra o momento em que os dois tocam músicas religiosas em instrumentos. 

O pai, de 38 anos, morreu no dia do acidente. Ele era músico e tocava violino na igreja Congregação Cristã no Brasil. O filho, de 15, faleceu nesta sexta (17). O menino tocava violoncelo junto com o pai e também fazia parte da orquestra.

Até o momento, a esposa e o filho de 2 anos de Evandro, seguem internados. A criança está em estado grave.

Pai e filho vítimas de acidente na Linha Verde: motorista suspeito de causar tragédia é solto

O motorista que provocou o acidente que causou a morte de Evandro Ramos, na noite de sábado (11), na Linha Verde, foi liberado da prisão. Após deixar o hospital e se apresentar na Delegacia de Delitos de Trânsito (Dedetran), o homem, que estaria embriagado quando causou o acidente, apresentou um habeas corpus e foi liberado.

Motorista morreu no acidente na Linha Verde
Condutor na contramão provocou o acidente com morte na Linha Verde (Foto: Sebastião Miotto / RICtv)

Apesar de admitir que havia bebido antes do acidente em conversa com os guardas municipais que atenderam à ocorrência, o motorista que causou a grave colisão preferiu ficar em silêncio na delegacia. Agora, Cristian Garcia Carvalho, de 29 anos, aguarda em liberdade a conclusão do inquérito da Delegacia de Delitos de Trânsito (Dedetran).

Quer receber notícias no seu celular? Entre no canal do Whats do RIC.COM.BR. Clique aqui 

Mostrar próximo post
Carregando