Chamados muitas vezes de “geração mimimi”, os jovens enfrentam desafios diferentes de seus pais e avós, segundo a psicóloga Evelise de Carvalho. “A pressão social das mídias sociais pode ser opressora, levando a problemas como ansiedade, depressão e baixa autoestima”, pontua. 

Apesar dos problemas, a especialista ressalta que a Geração Z é a primeira a quebrar vários tabus relacionados à saúde mental. “Estes jovens são mais propensos a buscar ajuda e tratamento para problemas de saúde mental, e estão mais dispostos a falar abertamente sobre suas lutas”, comenta. 

“Eles estão mais envolvidos na prevenção e tratamento de problemas de saúde mental e estão mais dispostos a buscar informações e a compartilhar recursos com amigos e familiares”, diz a psicóloga, que considera a mudança positiva. 

24 abr 2023, às 05h12. Atualizado em: 20 abr 2023 às 11h14.
Mostrar próximo post
Carregando