Bancada paranaense comenta reoneração da folha de pagamentos

Publicado em 29 abr 2024, às 21h38. Atualizado em: 3 maio 2024 às 20h33.
POST 1 DE 25

O Grupo RIC questionou a bancada paranaense composta pelos 30 deputados federais e os três senadores sobre a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Cristiano Zanin, que derrubou a desoneração da folha de pagamentos para 17 setores que mais empregam no país, além dos municípios.

A decisão vai contra o entendimento do próprio Congresso Nacional, formado por 513 deputados e 81 senadores, que referendou a manutenção da desoneração até 2027. O texto chegou a ser vetado pelo presidente Lula (PT) mas foi novamente validado por decisão dos parlamentares.

Com a liminar de Zanin, outros cinco integrantes da Suprema Corte decidiram votar para manter o veto à desoneração. Mas, o julgamento está paralizado por um pedido de vista do ministro Luiz Fux. O presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (PSD-MG) já recorreu da decisão no próprio STF.

Se a desoneração permanecer suspensa, setores da economia paranaense afirmam que vai haver demissões já a partir de maio e lamentam o que consideram como afronta a um entendimento democrático do Congresso Nacional.

Acompanhe no fio o que pensa cada um dos representantes do Paraná sobre o fim da desoneração da folha de pagamentos. Assim que o parlamentar se manifestar, o nome ficará em azul.

Confira a posição de cada integrante da bancada paranaense no Congresso Nacional

Deputados:

Senadores:

Quer receber notícias no seu celular? Então entre no canal do Whats do RIC.COM.BR. Clique aqui.

Mostrar próximo post
Carregando